Mensagem do Diretor Técnico


Caro Utente,

No século XV, D. Afonso V, atribui aos farmacêuticos a carta profissional para poderem exercer a profissão com o mesmo estatuto, que os médicos e os cavaleiros do reino. É portanto uma responsabilidade para nós, farmacêuticos, continuar a exercer a profissão farmacêutica com a mesma competência, dignidade e independência que foi merecida pelos nossos antepassados.

A profissão farmacêutica foi sempre adaptando-se às necessidades dos doentes. Desde os conhecimentos de botânica e mais tarde de química, os farmacêuticos sempre colocaram os seus conhecimentos a bem da saúde dos cidadãos.

HPIM0918Talvez a maior mudança, na área da saúde, tenha sido o facto da esperança de vida à nascença ter quase triplicado nos últimos 100 anos. Embora este aumento da longevidade se possa dever a vários fatores, tais como, a melhoria da alimentação, a alteração dos hábitos de higiene, entre outros, foi, com certeza a introdução de medicamentos eficazes que mais contribuiu para isso.

O desenvolvimento da química na metade do século passado permitiu o desenvolvimento de medicamentos que tiveram um impacto importante na saúde. Muitos destes medicamentos ainda estão em uso no momento presente, tal como a aspirina e o quinino ainda usado para tratar a malária.

Ao mesmo tempo que o arsenal terapêutico se desenvolvia os farmacêuticos foram ganhando experiência na assistência farmacêutica comunitária estabelecendo uma rede de farmácias distribuídas de forma homogénea e universal. Com esta rede deixou de haver problemas no abastecimento de medicamentos à população. 

O desenvolvimento da química e da farmácia galénica permitiu que este processo fosse industrializado e que fossem disponibilizados medicamentos com cada vez com mais qualidade às populações.

idosos_mediDeste modo, desde os anos 50 do século passado que os farmacêuticos asseguram uma cobertura nacional e a acessibilidade de medicamentos a toda a população independente da rua residência e do seu poder económico.

Ao mesmo tempo que a medicina se desenvolvia a farmácia, como profissão e como ciência, permitiu a melhoria dos resultados em saúde que temos nos nossos dias.

Contudo, logo no final do século passado, pelos anos 90, alguns investigadores alertaram para o facto que os medicamentos começavam, eles próprios, a criar problemas de segurança, se não fossem bem utilizados, bem prescritos ou bem dispensados.

Muitos estudos demonstram este problema considerando que o uso não adequado dos medicamentos são causa de problemas de saúde e de custos sociais elevadíssimos.

Mais uma vez os farmacêuticos conscientes deste problema assumiram o papel social de avaliar toda a medicação utilizada e criaram processos para garantir o seu correto uso.

Entre eles podemos referir, a dispensação clínica da medicação, a revisão da medicação e o seguimento farmacoterapêutico.

Cada receita dispensada assumimos a responsabilidade de avaliar a sua medicação e o seu uso adequado. Informamo-lo como tomar bem os seus medicamentos. Disponibilizamos serviços que o podem acompanhar durante todo o processo em que toma a medicação. Disponibilizamos cuidados na farmácia ou no seu domicilio.

Na farmácia do altinho associámos os serviços de modo a podermos oferecer HPIM0630cuidados farmacêuticos de modo integrado. Para isso contamos com uma equipa de farmacêuticos e de outro pessoal técnico preparado para o efeito.

Caso tenha problemas com a sua medicação marque uma das consultas disponibilizadas.

Prometemos honrar os nosso antepassados oferecendo uma prática profissional cada vez mais competente. Procuraremos que os seus medicamentos sejam efetivos e seguros.

Henrique Mateus-Santos

Farmacêutico comunitário